Notícias do TST

null TST vai receber profissionais residentes da área de Tecnologia da Informação

Os estudantes vão atuar na avaliação e desenvolvimento de sistemas, com foco no público externo e em dispositivos mobile.

25/05/22 - O Tribunal Superior do Trabalho (TST) firmou parceria com o Programa de Residência em Tecnologia da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O pacto entre as duas instituições permitirá a 12 estudantes uma vivência profissional na área de computação. Além da especialização Lato Sensu na área, o acordo permitirá que os residentes entreguem propostas de melhorias à Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do TST.

Esse é um projeto inédito no TST, pois é a primeira vez que o Tribunal receberá profissionais formados ou que estejam concluindo a graduação para avaliar e desenvolver soluções em Tecnologia da Informação, com foco no usuário externo. A atividade, que terá a duração de 18 meses, ocorrerá de forma remota, com a possibilidade de realização de workshop na sede do TST, em Brasília (DF). A ideia da parceria surgiu a partir da observação da experiência de sucesso da Justiça Federal, que também recebeu profissionais residentes em TI.

As inscrições para o processo seletivo estão abertas até o dia 31 de maio. Para concorrer a uma das 12 vagas, o candidato precisará cumprir as duas etapas da seleção. A primeira é a homologação da inscrição e a verificação dos documentos requisitados, e a segunda consiste na realização de prova de conhecimentos específicos. O residente receberá uma bolsa de estudos mensal no valor de R$ 3 mil.

O Programa de Residência tem por objetivo qualificar os profissionais através de atividades de capacitação e de sua inserção em ambientes e projetos reais. Entre os serviços previstos, está a análise de softwares usados pelo TST e a apresentação de sugestões de melhorias de usabilidade. A expectativa é que, ao longo do programa, seja desenvolvido um software para consulta do inteiro teor de processos por advogados via celular, adaptado para os sistemas operacionais Android e IOS. 

A parceria prevê que cada profissional dedique até 1.440 horas de atividades para o TST. O edital de seleção foi elaborado com auxílio do Tribunal, a fim de que os requisitos de conhecimentos desejados para os profissionais atendam a realidade da Justiça do Trabalho. De acordo com Fabiano Lima, Secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação do TST, a chegada desses profissionais envolve uma questão de aprendizado mútuo. “O Tribunal pode aprender com os residentes dentro de um ambiente de experimentação e vivência acadêmica, e eles poderão sugerir, com base em sua experiência e estudo, novas abordagens metodológicas para a área”, afirma. 

Serviço:

Programa de Residência em Tecnologia da Informação da UFRN - Turma TST

Inscrições: até 31 de maio de 2022 

Nº de vagas: 12

Acesse o edital.

(FF/RT/MF)

Média (0 Votos)

Rodapé - Responsabilidade - SECOM


Conteúdo de Responsabilidade da
SECOM - Secretaria de Comunicação
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907