Notícias do TST

null TST define lista tríplice para vaga de ministro 

Compõem a lista os desembargadores Sérgio Pinto Martins, Francisco Rossal de Araújo e Wolney de Macedo Cordeiro.

Desembargadores Sérgio Pinto Martins, Francisco Rossal de Araújo e Wolney de Macedo Cordeiro

Desembargadores Sérgio Pinto Martins, Francisco Rossal de Araújo e Wolney de Macedo Cordeiro

11/02/22 - O Pleno do Tribunal Superior do Trabalho escolheu, nesta sexta-feira (11), em votação por escrutínio secreto, os nomes que comporão a lista tríplice para preenchimento de vaga de ministro destinada à magistratura de carreira, decorrente da aposentadoria do ministro Alberto Bresciani.

Os nomes escolhidos foram os dos desembargadores Sérgio Pinto Martins, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), Francisco Rossal de Araújo, do TRT da 4ª Região (RS), e Wolney de Macedo Cordeiro, do TRT da 13ª Região (PB).

Em janeiro, a Presidência do TST recebeu a inscrição de quatro desembargadoras e 10 desembargadores de Tribunais Regionais do Trabalho candidatos à vaga. A lista com os três nomes segue para apreciação do presidente da República, a quem caberá escolher um deles. 

Currículos

O desembargador Sérgio Pinto Martins tomou posse como juiz substituto no TRT da 2ª Região (SP) em 1990 e, em 1994, foi promovido, por merecimento, ao cargo de juiz titular. Em 2007, foi promovido, também por merecimento, ao cargo de desembargador do TRT da 2ª Região, onde dirigiu a Escola Judicial e, desde outubro de 2020, exerce o cargo de corregedor regional.

Natural de Alegrete (RS), o desembargador Francisco Rossal de Araújo ingressou na magistratura em setembro de 1990, como juiz do trabalho substituto da 4ª Região, e, em junho de 1993, foi promovido a juiz titular. Tomou posse como desembargador em 28 de maio de 2012. Foi vice-presidente do TRT-RS no biênio 2019/2021 e é o atual presidente da Corte, para o biênio 2021/2023.

O desembargador Wolney de Macedo Cordeiro ingressou na magistratura trabalhista em julho de 1991, com 23 anos. Atuou como juiz substituto, presidente de Junta de Conciliação e Julgamento e juiz titular de Vara do Trabalho até março de 2012, quando foi promovido, por merecimento, ao cargo de desembargador do TRT da 13ª Região, do qual foi ouvidor regional (2013-2015), diretor da Escola Judicial (2015-2017), corregedor regional e vice-presidente (2017-2019) e presidente (2019/2021).

(Secom/TST)


 

Média (0 Votos)

Rodapé - Responsabilidade - SECOM


Conteúdo de Responsabilidade da
SECOM - Secretaria de Comunicação
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907