Notícias do TST

null TST conclui inclusão de Libras em todas as sessões de julgamento

A partir desta quarta-feira (5), as oito Turmas do Tribunal passaram a contar com recurso

Ícone da tradução em libras

Ícone da tradução em libras

05/10/22 – O Tribunal Superior do Trabalho (TST) concluiu, nesta quarta-feira (5), o programa de inclusão e acessibilidade em todas as sessões de julgamento. As oito Turmas da Corte passaram a ter interpretação simultânea em Língua Brasileira de Sinais (Libras) em suas transmissões pelo canal oficial do TST no YouTube.

“A inclusão é uma das bandeiras da gestão. Queremos que toda a sociedade tenha acesso às decisões proferidas pelo Tribunal da Justiça Social”, afirma o presidente do TST, ministro Emmanoel Pereira.

O projeto teve início em maio, nas sessões do Órgão Especial, da Seção Especializada em Dissídios Coletivos, do Tribunal Pleno, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho e da Subseção II Especializada em Dissídios Individuais 2. Em junho, o recurso passou a estar presente também na Subseção I Especializada em Dissídios Individuais. A extensão da medida às Turmas é a última etapa.

A iniciativa atende ao Ato Conjunto TST.GP. CPAI 119, assinado em março, e à Resolução 401/2021 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que dispõe sobre o desenvolvimento de diretrizes de acessibilidade e inclusão de pessoas com deficiência nos órgãos do Poder Judiciário.

Acessibilidade

O TST oferece, ainda, interpretação em Libras em todas as reportagens e programas de televisão produzidos pela Secretaria de Comunicação Social e publicados no canal do TST no YouTube.

A plataforma oferece também o recurso de legendas, que pode ser ativado pelo próprio usuário no player do vídeo. As legendas geradas automaticamente pelo YouTube são corrigidas e adaptadas no TST.

(CRTV/Secom)

Média (0 Votos)

Rodapé - Responsabilidade - SECOM


Conteúdo de Responsabilidade da
SECOM - Secretaria de Comunicação
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907