Notícias do TST

null TRT-15 (Campinas/SP): ministro Caputo Bastos inicia correição ordinária no tribunal

A atividade vai analisar, entre outras coisas, dados de movimentação processual, cumprimento de prazos, tramitação dos processos e adequação às normas legais.

Ministro Caputo Bastos na abertura da correição ordinária. (Foto: TRT-15)

Ministro Caputo Bastos na abertura da correição ordinária. (Foto: TRT-15)

27/9/2022 - Começou, nesta segunda-feira (26/9), a correição ordinária do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas/SP). Os trabalhos, conduzidos pelo corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Guilherme Caputo Bastos, se estendem até sexta-feira (30/9) e integram uma agenda de atividades de análise de dados de movimentação processual, cumprimento de prazos, tramitação dos processos e adequação às normas legais por parte do TRT-15, entre outros itens. 

Na abertura dos trabalhos, o ministro Caputo Bastos ressaltou a importância do encontro e garantiu que os trabalhos neste ano terão uma “feição mais humanizada”. Segundo o corregedor, mais do que números, espera conhecer “o que está por trás dos números” e para isso precisa estabelecer uma “parceria sincera, com a participação transparente de todos”, disse. 

O ministro se reuniu com a presidente do TRT-15, desembargadora Ana Amarylis Vivacqua de Oliveira Gulla, com os vice-presidentes administrativo e judicial, os desembargadores Fábio Grasselli e Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani, além de juízes auxiliares, diretores (as), assessores (as) do tribunal. Em outro momento, o corregedor se reuniu com 36 desembargadoras e desembargadores do TRT. 

Agenda

Na quarta-feira (28/9) pela manhã, o corregedor atenderá o público geral já inscrito (empresas, advocacia, e trabalhadores) para discussão de assuntos relacionados à correição do regional. Na sexta-feira (30/9), a agenda prevê o atendimento aos veículos de imprensa, em entrevista coletiva às 11h30, quando o ministro apresentará uma síntese dos trabalhos, com determinações e recomendações para aperfeiçoar os serviços oferecidos pelo Tribunal, além da leitura da ata de correição.

Corregedoria Solidária

A Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho está promovendo em âmbito nacional a campanha Corregedoria Solidária, que visa fomentar a solidariedade entre magistrados, servidores e sociedade em prol de entidades assistenciais. 

No TRT-15 (Campinas/SP), a ação conta com apoio da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 15ª Região (Amatra XV), do Sindicato dos Servidores Públicos Federais da Justiça do Trabalho da 15ª Região (Sindiquinze) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para a arrecadação de recursos para compra de gêneros alimentícios durante todo o mês de setembro. 

As doações podem ser feitas para: 

  • Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 15ª Região - AMATRA XV
  • CNPJ: 57.519.373/0001-90 
  • Banco: 756 – Banco Cooperativa do Brasil S.A.
  • Agência: 4041
  • Conta Corrente: 18.082-3
  • Chave Pix: falecom@amatraxv.org.br (valor sugerido: R$ 70,00)
  • Sindiquinze - Campanha Núcleo Solidariedade
  • Doações no valor de uma cesta básica: R$ 66,90
  • Chave Pix: 57.503.922.0001/39

O comprovante de doação deve ser enviado para o email: financeiro@sindiquinze.org.br 

O doador pode indicar a instituição a ser beneficiada.

Com informações do TRT da 15ª Região (Campinas/SP)

Média (0 Votos)

Rodapé - Responsabilidade - SECOM


Conteúdo de Responsabilidade da
SECOM - Secretaria de Comunicação
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907