Notícias do TST

null Policial militar consegue reconhecimento de vínculo de emprego com supermercado
Em primeiro grau foi reconhecido o vínculo de emprego do policial militar com o supermercado porque ele conseguiu provar que passou por recrutamento e seleção para ser admitido, que era subordinado à empresa e recebia pagamento quinzenalmente.
 
Mas o supermercado recorreu com o argumento de que o policial era um trabalhador eventual. Como a função de agente de segurança particular é incompatível com o cargo estatutário de policial militar, o TRT de São Paulo negou o pedido de vínculo empregatício.
 
No TST, o relator do processo, ministro Alexandre Agra Belmonte disse que o fato de o trabalhador exercer a função de policial militar não afasta a caracterização do vínculo de emprego. A terceira turma do tribunal foi unânime na decisão.
 
Agora o processo volta ao TRT de São Paulo para que os outros pedidos do trabalhador sejam julgados. Ainda cabe recurso do supermercado.
 

Média (0 Votos)

Rodapé - Responsabilidade - SECOM


Conteúdo de Responsabilidade da
SECOM - Secretaria de Comunicação
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907