Notícias do TST

null Codex/CNJ possibilita extração automatizada de dados do PJe na Justiça do Trabalho

A ferramenta vai permitir a construção de novos produtos digitais e a elaboração de pesquisas mais sofisticadas para o apoio à jurisdição, além do aperfeiçoamento do e-Gestão.

Notebook sobre a mesa com logo do PJe na tela.

Notebook sobre a mesa com logo do PJe na tela.

12/5/2021 - A Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho (CGJT) promoveu, na última sexta-feira (7), um webinário sobre a implantação da solução tecnológica Codex/CNJ para a integração com a Base Nacional de Dados do Poder Judiciário (Datajud). Com a participação dos Tribunais Regionais do Trabalho, o evento contabilizou 110 inscrições e buscou oferecer as primeiras orientações para que todos os TRTs instalem a solução e iniciem os próximos passos para a conclusão do projeto em toda Justiça do Trabalho.

Funcionalidade e benefícios

O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, explicou que o Codex é uma solução tecnológica que tem como objetivo extrair as principais informações dos processos judiciais em andamento, de forma estruturada ou não estruturada. “Seu objetivo principal é facilitar a alimentação do Datajud, pois permitirá ampliar o volume de informações obtidas dos processos e prover mais conteúdo para as ferramentas de gestão de dados atualmente utilizadas na Justiça do Trabalho”, explicou.

Por meio do envio automatizado e atual das informações processuais, a ferramenta é uma solução menos onerosa para extração, transformação e envio de dados. O Codex também vai permitir a construção de novos produtos digitais, a elaboração de pesquisas mais sofisticadas para o apoio à jurisdição, além do aperfeiçoamento do e-Gestão e o incremento de pesquisas na área da Inteligência Artificial (IA).

Adaptação ao PJe

Para funcionar nos TRTs, o Codex precisa de uma adaptação para a extração de dados do PJe chamada “ConversorJT”. A ferramenta está sendo desenvolvida pela Corregedoria, em parceria com o TRT da 9ª Região (PR), e já teve sua primeira etapa concluída.

Atualmente, está sendo oferecido apoio aos TRTs na instalação do Codex. Em seguida, será promovida a adaptação para envio das movimentações processuais de acordo com as tabelas do Datajud para, por fim, fazer o acompanhamento das alterações fornecidas pelo CNJ.

(VC/CF/AJ)

Média (0 Votos)