Notícias

null TRT-4 (RS) passou por primeira correição remota da história 

Atividades da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho foram realizadas entre os dias 12 a 16 de julho.

Print do mosaico com as telas dos participantes da solenidade.

Print do mosaico com as telas dos participantes da solenidade.

19/7/2021 - A Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho realizou, de 12 a 16 de julho, a correição ordinária no Tribunal Regional do Trabalho da 4º Região (RS). As atividades, que foram realizadas de modo remoto por conta da pandemia, foram encerradas com a leitura da ata da correição, em solenidade presidida pelo corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Aloysio Corrêa da Veiga. 

Na solenidade, o ministro parabenizou o TRT pelo esforço empreendido para manter a prestação jurisdicional durante a pandemia. Elogiou também o compromisso institucional verificado no desenvolvimento dos Cejuscs (Centro de Métodos Consensuais de Solução de Disputas) no Rio Grande do Sul. O ministro destacou ainda os índices de julgamentos de processos antigos e de demandas coletivas, assim como a redução do resíduo de recursos de revista pendentes de exame de admissibilidade.

Entre as recomendações, o ministro apontou a necessidade de melhorias relacionadas à produtividade e prazos médios de tramitação, além do incentivo à publicação de sentenças líquidas (que já indicam o valor devido). Outro ponto observado foi a necessidade de maior atenção à fase da execução e a expansão dos Cejuscs pelo interior do Estado.

Ajustes

A presidente do TRT-4 (RS), desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez, afirmou que o tribunal recebeu a leitura da ata de forma muito atenta e comprometeu-se a destinar esforços para atender todas as correções possíveis. A presidente também agradeceu ao corregedor e sua equipe pelo tratamento dedicado aos membros do TRT da 4ª Região, bem como pela generosidade com a qual reconheceram as melhorias que têm sido implementadas. 

Confira como foi a leitura da ata da correição:

Correição

A correição ordinária avalia, a cada dois anos, o desempenho geral dos TRTs. A atividade,  coordenada pela corregedor-geral da Justiça do Trabalho e sua equipe, analisa, entre outros pontos, dados de movimentação processual, tempos de tramitação, observância de prazos, adequação de procedimentos às normas legais.

Essa inspeção tem mais ênfase no segundo grau de jurisdição, embora também avalie questões do primeiro grau e administrativas. Durante toda a semana, o ministro também realizou reuniões com magistrados, servidores, representantes de entidades da comunidade jurídica e outros interessados.

Confira o calendário de correições ordinárias.

Com informações do TRT da 4ª Região (RS).

Rodapé de Responsabilidade - CGJT - Corregedoria


Conteúdo de Responsabilidade da CGJT - Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho
Email: secg@tst.jus.br
Telefone Secretaria: (61) 3043-3776 e 3043-4135