Voltar

Secretaria do Trabalho do DF assina termo de adesão ao Getrin 10 em encontro no TRT da 10ª Região (DF/TO)

(11/06/2019)

A Secretaria de Trabalho do Distrito Federal assinou termo de adesão ao Grupo Interinstitucional do Programa Trabalho Seguro da 10ª Região (Getrin 10) durante um encontro realizado na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO) na tarde desta segunda-feira (10) que contou com a presença da presidente do Tribunal, desembargadora Maria Regina Machado Guimarães. O órgão se junta a outras instituições e sindicatos que integram o Getrin para participar e realizar ações de prevenção de acidentes de trabalho, saúde e segurança do trabalhador e meio ambiente do trabalho saudável.

Gestor regional do Programa, o desembargador Brasilino Santos Ramos salientou a importância da adesão da Secretaria do Trabalho ao Grupo, que segundo o desembargador busca implantar a cultura de evitar e prevenir acidentes de trabalho, combatendo as causas desse problema, que, ainda de acordo com o desembargador, consome cerca de 4% do PIB mundial em despesas com acidentes do trabalho.

O secretário do Trabalho João Pedro Ferraz falou da satisfação de integrar o Getrin10. Para ele, todas as instituições deveriam estar voltadas para o trabalho seguro, para diminuir os impactos não só na vida e na saúde dos trabalhadores como na economia. "Essa é uma obrigação que deveria ser de todos", frisou o secretário.

Participaram do encontro a juíza Ana Beatriz do Amaral Cid Ornelas, que também é gestora do Getrin 10 no Distrito Federal, e a juíza Sandra Nara Bernardo Silva, gestora no Tocantins.

Getrin10

O Getrin 10 é um grupo de trabalho insterinstitucional responsável pela gestão, na 10ª Região (DF/TO), do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho da Justiça do Trabalho, idealizado pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). Compete ao grupo implementar ações e programas de prevenção de acidentes do Trabalho e valorização da saúde dos trabalhadores no Distrito Federal e no Tocantins.

Fonte: TRT da 10ª Região (DF/TO)