Voltar

Palestra sobre trabalho seguro e transtornos mentais no trabalho é levada a funcionários do sistema Fiero

(19/12/2016)

Os funcionários do sistema Fiero - Federação das Indústrias do Estado de Rondônia, receberam na tarde desta quarta-feira (14/12), em Porto Velho, os Juízes do Trabalho Edilson Carlos Cortez e Ricardo Cesar Carvalho Sousa, membro do Comitê Regional do Trabalho Seguro e titular da 1ª Vara do Trabalho de Porto Velho, respectivamente, oportunidade em que abordaram o tema: Trabalho Seguro - transtornos mentais no trabalho.

A atividades de responsabilidade socioambiental do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, "Justiça do Trabalho Vai à Empresa", trouxe muitos dados estatísticos e questões que vem sendo muito discutidas na Campanha Trabalho Seguro, em que são abordados  temas correlatos a transtornos mentais por conta de depressão, assédio moral e outras patologias que afetam os trabalhadores no ambiente de trabalho no Brasil e no mundo.

Alguns dados estatísticos apresentados pelo Juiz Edilson Cortez chamaram a atenção dos participantes, como por exemplo: óbitos por acidente do trabalho no Brasil (1997/2013), chega a cerca de três mil mortes ao ano. O magistrado afirmou, ainda, que um em cada cinco trabalhadores sofre de alguma condição mental, como depressão ou ansiedade, e essa situação está afetando cada vez mais a produtividade nos espaços de trabalho, e com isso geralmente estes trabalhadores faltam ao trabalho por motivos médicos, no percentual entre 30% e 50% de reivindicações por benefícios atualmente são devido à saúde mental debilitada.

Os cerca de sessenta funcionários da Casa da Indústria que participaram da palestra pertencem ao Sesi, Senai, Fiero e IEL, acompanharam atentamente os dados e informações trazidas pelos Magistrados. 

Francisco de Paula, da Diretoria Jurídica da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia, ressaltou que a palestra é de fundamental importância, principalmente neste momento que a Fiero está reposicionando suas entidades e com alguns desligamentos, inclusive assunto tratado diretamente com o Presidente do TRT, Desembargador Francisco Cruz e o superintendente da Fiero, importante para uma reflexão de todos nós sobre o tema.

O Juiz Ricardo Cesar  Lima de Carvalho Sousa, reforçou a importância da prevenção, os dados que apontam o adoecimento no trabalho é muito maior do que se imagina, isso considerando casos subnotificados que não chegam a figurar nos dados estatísticos oficiais, destacou.

Edilson Cortez também assinalou que o grande problema do aumento dos casos de depressão e ansiedade, em decorrência do trabalho, tem haver com questão cultural, um problema de ordem social que atinge tanto trabalhadores do setor público quanto privado, e também de empregados do chão da fábrica como de altos empregados, em razão do que se denomina de assédio organizacional: forma sutil e geral de focar como sendo de responsabilidade individual de cada empregado ou servidor público, para fins de implementação de metas e resultados.

O Magistrado destacou ainda a ausência de relacionamentos interpessoais sadios, que visam o trabalho de equipe e também valorizem a ética da verdadeira solidariedade entre os indivíduos: com auxílio mútuo e concorrente, uma vez que comumente se pratica uma regra de que se trata de trabalho em equipe mas ao mesmo tempo se estimula que cada um tem de se preocupar com os seus próprios resultados, o que pode gerar distúrbios depressivos, com sentimentos de incompetência do trabalhador por não conseguir cumprir a tarefa que lhe foi proposta, por exemplo.

E muitos desses casos de depressão ou ainsiedade, com origem na organização do trabalho, acabam não apenas contribuindo para aumento de casos de doenças relacionadas ao trabalho como também, como fator extremo, de causas de suicídios relacionados ao trabalho, já havendo diversos casos registrados no mundo, inclusive no Brasil, finalizou Cortez.

Para a gerente de saúde do sistema Fiero, Flávia Almeida, "o encontro foi muito interessante, muito pertinente, acho que a gente vive o grande mal do século é realmente dos riscos psicossociais no trabalho, em especial vindo essas informações com da Justiça do Trabalho.  A campanha do TRT vem alertar os trabalhadores e gestores e que todos devemos ficar muito atentos aos sinais", concluiu Flávia.

O Programa Trabalho Seguro é uma Campanha Nacional coordenada pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho e é disseminada em todo o Brasil por meio dos Tribunais Regionais do Trabalho com seus Comitês Gestores Regionais. O evento contou com apoio da Secretaria Judiciária do Tribunal.

Fonte: TRT14