Voltar

TRT da 23ª Região (MT), MPT e Sesi discutem produção de novo jogo educativo

(06/09/2019)

Aliar a diversão dos jogos eletrônicos com a necessidade de disseminar a importância da Lei da Aprendizagem como mecanismo de combate ao trabalho infantil e de estímulo à inserção de adolescentes e jovens no mercado de trabalho. Esses são alguns dos objetivos de um novo jogo fruto de parceria entre o Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Serviço Social da Indústria (Sesi/MT).

O game será desenvolvido pelo Núcleo de Desenvolvimento de Produtos, da Gerência de Educação do Sesi/Senai. Nesta quinta-feira (5), as equipes dos dois órgãos e da entidade se reuniram para um brainstorming, momento em que são colhidas várias ideias para a criação. A proposta inicial do jogo é que o personagem interaja com algumas situações do dia a dia, momento em que mensagens sobre o trabalho infantil e sobre a Lei da Aprendizagem serão repassadas às crianças e adolescentes.

Aliar a diversão com a educação é cada vez mais uma tendência, que tem sido estimulada pela Justiça do Trabalho mato-grossense. Segundo a presidente do TRT, além de informar crianças e adolescentes, o desejo é também levar a mensagem de que é necessário dedicação e busca pelo conhecimento para se crescer na vida. “A porta de entrada para alcançar e concretizar sonhos é pela aprendizagem”, disse ela.

O procurador-Chefe do MPT em Mato Grosso, Rafael Mondego, destacou que o jogo é um aliado importante. “Todas as crianças jogam e a gente sabe que os jogos transmitem mensagens. Então, nada melhor do que passar uma mensagem de uma forma lúdica e interativa. Esse é um ótimo caminho que a gente pode tomar para esclarecer as crianças sobre seus direitos e sobre a aprendizagem profissional”, afirmou.

Futuro em jogo

Essa não é a primeira parceria entre TRT, MPT e Sesi. No próximo dia 21 as instituições vão disponibilizar a segunda edição do Futuro em Jogo, game que alerta sobre o papel das boas escolhas na vida da criança e do adolescente. Lançado em 2015, o jogo busca destacar a importância de a criança buscar os estudos e a diversão para formação em quanto cidadãos, em detrimento do trabalho precoce, fora do permitido em lei.

O game é sucesso em exposições nas quais o Tribunal participa, em especial no projeto Multiação, quando centenas de crianças lotam o estande do TRT para brincar e aprender. A nova edição, a ser lançada no dia 21, traz uma atualização na interface gráfica, melhorias na jogabilidade e correção de bugs.

Recursos

O desenvolvimento dos jogos é custeado com recursos oriundos de ações civis públicas movidas pelo MPT na Justiça do Trabalho por desrespeito à legislação. A proposta é usar os recursos em projetos e ações que de alguma forma contribuam para a mitigação dos problemas trabalhistas locais, ou mesmo para reparação da própria comunidade que sofreu a lesão.

Veja aqui o álbum de fotos.

Fonte: TRT da 23ª Região (MT)