Publicador de Conteúdos e Mídias

null TRT da 24ª Região (MS) doa materiais esportivos para dez escolas do interior

A doação inclui bolas de futsal, voleibol, basquetebol, redes para os referidos esportes, apitos e coletes.

11/06/2021 - O Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (MS) em parceria com o Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul entregou nessa quinta-feira (10), na Escola Estadual Prof. José Juarez Ribeiro de Oliveira, em Itaquiraí, a doação de kits de materiais esportivos para dez escolas do interior do estado. Participaram da entrega o desembargador João de Deus Gomes de Souza, o juiz do trabalho Marcio Alexandre da Silva, gestor regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, o procurador do MPT/MS, Jeferson Pereira, diversos prefeitos e representantes das escolas beneficiadas.

A doação inclui bolas de futsal, voleibol, basquetebol, redes para os referidos esportes, apitos e coletes. A ação faz parte do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho e do MPT/MS.

Foram contempladas as seguintes escolas: Centro Educacional Prof. Salvador Nogueira, Iguatemi; EM Prof. Elizabete Lucena Campos, Deodápolis; EM Joaquim Camargo, Selvíria; EE Juracy Cardoso,  Naviraí;  EM Irene Linda Ziole Crivelli, Taquarussu; EE Alziro Lopes, Guia Lopes da Laguna; EM Pedro Ajala, Bela Vista; EM Prof. Eduardo Pereira Calado, Novo Horizonte do Sul; EE Eldorado, Eldorado e EM Santa Rosa, de Itaquiraí.

"Proporcionar a esses jovens um bem-estar nos municípios: esse é o principal objetivo que a Justiça do Trabalho vislumbra com o desenvolvimento do esporte junto com a educação. A entrega acontece na semana do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, concluiu o desembargador João de Deus Gomes de Souza.

Os kits escolares foram adquiridos com recursos de Ação Civil Pública (0025561-70.2016.5.24.0002), pela atuação dos procuradores Hiran Sebastião Meneghelli e Celso Henrique Rodrigues Fortes.

Vistoria em obra

Além da entrega dos materiais esportivos, o desembargador João de Deus Gomes de Souza, o juiz Marcio Alexandre da Silva e o procurador do MPT-MS, Jeferson Pereira, fizeram vistoria na obra que está sendo realizada na Escola Estadual Prof. José Juarez Ribeiro de Oliveira. São duas salas, totalizando 154 m, que serão utilizadas como Oficinas de Projetos da escola: para realização das atividades do projeto Júri Simulado e sala de leitura e para o desenvolvimento de robótica da equipe Itaquibots, orientado pela professora e atual diretora adjunta da escola, Andreia Cristina Soares.

O projeto de construção das duas salas já existia há sete anos e a comunidade escolar já havia tentado recursos por emenda parlamentar e pela Câmara Municipal de Itaquiraí, mas sem sucesso.  "Em 2019, o juiz Marcio Alexandre, gestor regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, realizou a entrega de computadores e kits esportivos para a escola. À época, o juiz Marcio Alexandre participou conosco do projeto Júri Simulado de gostou muito. Então, apresentamos o pedido de construção do espaço para os projetos da escola", explica o diretor Dênis Júnior Henrique da Silva e concluiu: "É um espaço adequado para tudo. Para a escola é de muita valia, é muito bem-vindo".

A prefeita de Naviraí, Rhaiza Matos, lembrou que a construção do espaço também foi um pedido do deputado estadual Onevan de Matos, incentivador do projeto de robótica: "Este espaço de atividades culturais e estudantis está sendo construído com recursos do 'Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho' e também foi um pedido do deputado estadual Onevan de Matos à Justiça do Trabalho. Ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil em Mato Grosso do Sul, externo não só a minha, mas de toda a minha família, a gratidão por também atender ao pleito".

Os recursos para a obra, R$248.700,00, também são provenientes de Ação Civil Pública (160500-73.2006.5.24.0022) da 2ª Vara do Trabalho de Dourados, pela atuação do procurador do Trabalho Jeferson Pereira.

Fonte: TRT da 24ª Região (MS)