Publicador de Conteúdos e Mídias

null Obra infantil é lançada em vídeo e podcast abordando o tema do trabalho infantil no Ceará

Material foi criado pelos autores Thais Evangelista e Frederico Brito

A Gestão Regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem (PCTI) do TRT da 7ª Região (CE) lança, neste mês de férias escolares, vídeo legendado e podcast baseados no livro “Lauro e os Palhacinhos do Sinal”, de autoria de Thais Evangelista e Frederico Brito, servidores da Justiça do Trabalho do Ceará. Acessibilidade e ludicidade motivaram a adaptação da obra. O ano de 2021 foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Ano Internacional para a Eliminação do Trabalho Infantil.

Assista à animação:

Gestão Regional

A gestora regional do PCTI no Ceará, a magistrada Karla Yacy, destaca que está sendo dada sequência ao projeto "Literatura no combate ao trabalho infantil", garantindo acessibilidade e maior alcante da história entre as crianças. A juíza reforça que os questionamentos empreendidos pelo personagem Lauro conseguem, de forma simples e sensível, mostrar os motivos pelos quais a realidade do trabalho infantil deve ser investigada e combatida de forma permanente, até sua erradicação.

“O momento escolhido para o lançamento, coincidindo com as férias escolares, tem o objetivo de proporcionar este momento lúdico às crianças, ao mesmo tempo em que semeia uma mensagem tão importante, de que todos podemos, unindo forças, erradicar o trabalho infantil, e que esta tarefa começa por entender o problema”, frisou a magistrada.

Autores

Thais Evangelista e Frederico Brito festejam o lançamento do livro em outros formatos, pois gera maior alcance e acessibilidade à história. “Que ele possa ser utilizado em escolas e bibliotecas e que atinja um público maior. Ele vem para agregar maior acessibilidade e trazer ainda mais ludicidade ao projeto”, afirma Fred. “Espero que tanto o livro quanto o filme possam levar à reflexão e à conscientização de que a criança é um sujeito detentor de direitos”, conclui Thais.

Colaboradores

A bibliotecária do TRT-7 e colaboradora da obra Rejane Albuquerque aguarda que as instituições de caráter educativo possam utilizar a peça como recurso lúdico educativo na sensibilização e conscientização sobre os prejuízos causados pelo trabalho infantil na vida das crianças e adolescentes. “Que a experiência de leitura da obra ‘Lauro e os Palhacinhos do Sinal’ possibilite grandes reflexões e mudança de comportamento”, almeja a integrante da comissão de apoio ao PCTI.

Ilustrações e animação

“Na nossa cidade é muito comum vermos crianças na rua, carregando o peso de uma responsabilidade que não é delas! Então tentei, através do meu traço de ilustração, representar o que o estava escrito no texto, lembrando de cenas comuns vistas por mim”, reflete Marcilene Damasceno, a ilustradora que contou a história através dos desenhos.

Marcilene foi estagiária da Divisão de Comunicação Social do TRT/CE e atualmente é designer e ilustradora.

O motion designer Demetrius Abreu sempre teve interesse em transformar um livro infantil em uma animação. O livro do Lauro foi a oportunidade de colocar isso em prática. “Todo o processo foi feito com muito carinho e com atenção aos detalhes, procurando passar a delicadeza das ilustrações para as animações, transições de cena, trilha sonora”. 

“Eu acho muito gratificante usar o meu trabalho e meu conhecimento para algo que pode, de alguma forma, ajudar a melhorar a realidade das pessoas”, mencionou Demetrius, que faz parte de equipe de audiovisual de uma produtora de conteúdo educacional.

Podcast “Gotas de Odisseias”

O Projeto Odisseias Literárias visa estimular a prática da leitura e escrita literária no âmbito da Justiça do Trabalho do Ceará. Em março deste ano, o Projeto lançou o podcast “Gotas de Odisseias” como forma de alcançar um público maior e tornar mais acessível o seu conteúdo. 

A obra “Lauro e os Palhacinhos do Sinal”, além do formato escrito e de vídeo, também pode ser acessada pelas principais plataformas de áudio. Escute aqui a obra infantil.

A produção das peças audiovisuais recebeu a coordenação técnica da Divisão de Comunicação Social do TRT/CE.

Fonte: TRT da 7ª Região (CE)