Notícias PJe

null Escola Judicial forma multiplicadores para capacitação em PJe-JT

10/03/2014 - Todas as unidades do Tribunal Regional do Trabalho em Pernambuco estarão utilizando o Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) que vem, gradativamente, substituindo os processos físicos, até o mês de junho. Para isso, a Escola Judicial do TRT da 6ª Região (EJTRT6) iniciou, nesta segunda-feira (10), o curso Facilitadores de Aprendizagem. O objetivo é treinar servidores das Varas do Trabalho de Carpina, Limoeiro, Serra Talhada, Salgueiro, Araripina e dos Termos Judiciários de Surubim, Sertânia e Floresta para auxiliarem na capacitação de suas respectivas equipes.

O coordenador adjunto da Escola, juiz Marcílio Florêncio, destacou a importância do curso para a multiplicação do conhecimento e o desejo de motivar os instrutores. "Eles irão desempenhar atividades que são extremamente relevantes", disse. Além disso, ressaltou o reconhecimento do modelo de capacitação desenvolvido pela EJ: "Os prêmios que a Escola já recebeu demonstram que somos protagonistas nacionais. Temos excelência e méritos evidentes", avaliou, destacando, também, os esforços despendidos pela presidência do Regional e pela direção e coordenação da EJTRT6.

Formada em 2012 para atuar como instrutora, Denise Gomes, da 3ª Vara de Petrolina, disse estar feliz por ser uma das professoras do curso. "Utilizo o PJe há um ano e dois meses e estou animada em poder passar o conhecimento. Quero que os alunos aprendam bastante", frisou. Essa também é a perspectiva do instrutor Alexandre Batista, chefe da Seção Técnica e Especializada de Apoio ao PJe-JT: " A expectativa é formar facilitadores a fim de que consigam passar o conhecimento para os colegas. Que os ajudem no dia a dia e que façam isso com tranquilidade".

Os alunos também se mostraram animados com a capacitação. Maria José Costa, do Termo Judiciário de Surubim, salientou que espera aprender bastante nas duas semanas de curso. "Como a duração é de duas semanas, estou aguardando que tem muita coisa nova para ver", avaliou. Além disso, ela acredita que o sistema facilitará as atividades: "De imediato, vai ser trabalhoso porque vamos utilizar os dois (processo físico e virtual). Mas, em médio prazo, vamos sentir facilidade no trabalho", avaliou.

Encarregado do Termo Judiciário de Sertânia, Dginaldo Santos afirmou que a expectativa com o curso é excelente. "Nós vamos melhor nos adequar para as situações da Justiça do Trabalho. Teremos mais agilidade, dinamismo, e mais celeridade processual", disse, afirmando que está animado para, após concluir o curso, transmitir o conhecimento para seus colegas.

Fonte: TRT 6

Média (0 Votos)

PJe - Notícias - Ver Todas