Notícias Internas Notícias Internas

Voltar

Núcleo de Acessibilidade busca conscientizar servidores sobre deficiência auditiva

O Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NACIN) tem promovido ações de conscientização coletiva com o intuito de incentivar e facilitar o relacionamento com colegas (servidores e colaboradores) com diversas formas de deficiência.

Com relação à deficiência auditiva, a primeira coisa a se notar é que ela existe em diferentes graus. Há pessoas que têm perda auditiva leve a moderada, que normalmente pode ser corrigida com um aparelho auditivo. Os surdos sinalizados não costumam falar (apesar de possuírem a capacidade normal da fala) e se comunicam através de linguagem própria, conhecida como Libras. Há ainda os surdos oralizados, que se comunicam através da fala e costumam fazer leitura labial.

Veja algumas outras dicas que podem ajudar a interação com pessoas com deficiência auditiva:

Tribunal inclusivo

O TST tem como objetivo tornar seus canais de comunicação mais acessíveis às pessoas que possuem limitações auditivas. Está em processo de negociação a implantação de ferramentas para o site do TST, visando veicular a informação a todos.

Outra medida tomada recentemente, já autorizada pelo ministro presidente Ives Gandra Filho, foi a de capacitar servidores e terceirizados que mantêm contato com o público para que possam se comunicar com um surdo ou mudo. Ao todo, 5% dos servidores serão instruídos por um professor de libras para que o atendimento ao público seja feito de forma mais eficaz e inclusiva.

(Marcella Freitas/CF)  


Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI)

acessibilidade@tst.jus.br

3043-4172  /  3043-3384

Bloco A - Sala 245