Notícias Internas Notícias Internas

Voltar

Balanço: servidores e prestadores com necessidades especiais

 

O Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NACIN) divulgou dados sobre a quantidade de pessoas com algum tipo de deficiência nas dependências do TST e CSJT. 

Com dados contabilizados em novembro do ano passado, estima-se que do total de 2.503 três servidores no TST e CSJT, ao menos 55 têm alguma deficiência. Entre os terceirizados são 10. Do total de servidores, 19 atuam como analista judiciário e 36 como técnico judiciário.

No que se diz respeito aos setores, estão distribuídos da seguinte forma: 17 servidores estão lotados em gabinetes de ministro, dez na área judiciária e 23 no setor administrativo. Quanto a grupo terceirizado, um se encontra no almoxarifado, duas são recepcionistas, cinco são serventes, um operador e um estivador.

Estatísticas Nacionais

Segundo informações do Censo de 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constatou que cerca de 23,9% da população do Brasil possui ao menos um tipo de limitação física. O maior número diz respeito à deficiência visual, que afeta 18,8% do total.

A região com o maior número de casos é o Nordeste, onde mais de 26,6% de sua população é formada por pessoas que necessitam de algum cuidado especial. No ranking nacional, a região Centro-Oeste está em última posição, com 22,5%.

O quadro de servidores públicos em todo o país chega a 45 milhões, o equivalente a quase 24% da população nacional. E Brasília faz jus à fama de “cidade dos concursados”: aqui, o número de servidores públicos chega a 574.275 mil, correspondente a 22,34% da população. 

(Marcella Freitas/TG)


 

Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NACIN)

nacin@tst.jus.br