Imagem - Parceiro da Rádio TST

Quer exibir nosso conteúdo em sua emissora de forma gratuita? Entre em contato e seja um parceiro da Rádio TST.

Coordenadoria de Rádio e TV
E-mail: crtv@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-4264

Banner - Rádio TST

Banner rádio


Outras Notícias

null Reportagem Especial: A trajetória dos ministros que compõem a nova diretoria do TST
                         Baixe o áudio
      

(Qui, 20 Fev 2020 14:10:00)

E vamos conhecer agora um pouco da trajetória dos ministros que compõem a nova diretoria do TST para o biênio 2020/2022. Todos têm vasta experiência na Justiça do Trabalho.

Leia abaixo a transcrição da reportagem:

REPÓRTER - Pela primeira vez na história do Tribunal Superior do Trabalho, uma mulher foi eleita para a presidência da corte. Cristina Peduzzi é bacharel em direito e mestre em Direito Constitucional pela Universidade de Brasília. Atuou como advogada em Tribunais Superiores, foi Procuradora da República, em 1984, e Procuradora do Trabalho, em 1992.

Em 2001, Cristina Peduzzi tomou posse como ministra do TST, em vaga destinada à advocacia. No biênio 2011/2013, foi vice-presidente do TST e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho. Exerceu ainda a função de conselheira do Conselho Nacional de Justiça, de 2013 a 2015. Entre 2016 e 2018, foi diretora da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho, a ENAMAT.

A ministra Cristina Peduzzi assume agora a presidência do TST para o biênio 2020/2022.

O vice-presidente eleito para a nova gestão é o ministro Vieira de Mello Filho. Ele é formado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais e ingressou na magistratura trabalhista em 1987. De 1989 a 1990, foi presidente de Juntas de Conciliação e Julgamento em cidades do interior de Minas Gerais e na capital, Belo Horizonte.

Integrou o grupo de diretrizes básicas da Reforma Trabalhista e, como desembargador do Tribunal Regional do Trabalho em Minas Gerais, foi onze vezes convocado para o TST, até ser empossado como ministro, em 2006.

Vieira de Mello Filho foi vice-diretor da ENAMAT e depois, diretor eleito para o biênio 2018/2020. O ministro assume a vice-presidência do TST para o biênio 2020-2022.

O ministro Aloysio Corrêa da Veiga é o novo corregedor-geral da Justiça do Trabalho. Formado em direito pela Universidade Católica de Petrópolis, no Rio de Janeiro, ingressou na magistratura em 1981. Três anos depois, foi nomeado presidente da Junta de Conciliação e Julgamento no Rio de Janeiro. Em 1997, se tornou desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região e foi convocado para o TST por seis anos.

Aloysio Corrêa da Veiga foi empossado como ministro do TST em 2004. De 2012 a 2014, foi conselheiro do Conselho Superior da Justiça do Trabalho. Foi ainda membro da Academia Brasileira de Direito do Trabalho e diretor da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho no biênio 2011/2013.

O ministro foi conselheiro do Conselho Nacional de Justiça no biênio 2017/2019 e foi Corregedor Nacional da Justiça, substituto, até setembro de 2019, quando foi eleito corregedor-geral da Justiça do Trabalho para o biênio 2020/2022.


Reportagem: Talia Santos 
Locução: Raphael Oliveia 

 
O programa Trabalho e Justiça vai ao ar na Rádio Justiça de segunda a sexta, às 11h50.
 
Trabalho e Justiça 
Rádio Justiça - Brasília – 104,7 FM
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br