Outras Notícias

null Boletim ao vivo | TST mantém justa causa para bancária que enviou dados sigilosos de clientes para seu e-mail
                         Baixe o áudio
      

 

A funcionária trabalhou durante 25 anos para o Itaú-Unibanco, em São Paulo, até ser demitida, em outubro de 2014, por falta grave. Na época, ao banco, ela justificou ter enviado para seu e-mail pessoal arquivos que continham dados sigilosos de clientes para fazer de casa atualizações cadastrais. A bancária garantiu que não houve prova de falta grave e que o Unibanco agiu com rigor excessivo quanto à penalidade.

O caso chegou a Quarta Turma do TST. Confira os detalhes na reportagem.

 

Média (0 Votos)