Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Corregedor-geral destaca produtividade das Varas do Trabalho da 7ª Região



O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Corrêa, encerrou na sexta-feira (24) a correição ordinária no Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (CE). A ata da correição destacou a produtividade de 12 Varas do Trabalho da 7ª Região, que estão entre as 25% com melhor desempenho no Brasil.

Os dados apontados são provenientes do Índice Nacional de Gestão de Desempenho e resultam do cruzamento de indicadores de acervo e celeridade processual, produtividade, taxa de congestionamento e força de trabalho das 1.568 Varas do Trabalho do país entre julho de 2017 e junho de 2018. Em relação à virtualização processual, 98% das ações do Tribunal Regional tramitam eletronicamente. "Com esse número expressivo, o TRT da 7ª Região tem plenas condições de se tornar, muito em breve, um dos primeiros tribunais do país a possuir processos exclusivamente eletrônicos", afirmou o ministro. A média nacional de processos no sistema PJe é de 81%.

Reforma Trabalhista

Segundo o ministro Lelio Bentes, a Reforma Trabalhista reduziu o número de novas ações em todo o país. Na 7ª Região, a redução foi de cerca de 30%. “Essa situação traz uma janela de oportunidades para o TRT diminuir seu acervo processual e encurtar os prazos entre as audiências", assinalou o corregedor.

Catadores

Durante a correição, o ministro Lelio Bentes visitou a Associação de Catadores do Jangurussu (Ascajan), que coleta quinzenalmente o material reciclável descartado pelo TRT. Na visita, ele destacou a importância institucional da parceria do TRT com a Ascajan. "Pude identificar que a Justiça do Trabalho do Ceará está comprometida com uma iniciativa de promoção da cidadania de grupos vulnerabilizados por suas situações econômica e social e, sobretudo, que envolve magistrados e servidores no cumprimento da verdadeira vocação da Justiça do Trabalho, que é promover justiça social", afirmou.

Programas institucionais

Nos dois primeiros dias da correição, o corregedor-geral se reuniu com o presidente do TRT, desembargador Plauto Porto, com os demais desembargadores, com juízes de primeira instância, gestores regionais dos Programas Trabalho Seguro e de Combate ao Trabalho Infantil. Na pauta do encontro, foram apresentadas as ações mais recentes dos programas e os impactos que eles têm alcançado no âmbito da Justiça do Trabalho no Ceará.

Ele também visitou o Centro de Conciliações (Cejusc-JT) e a Escola Judicial.

(Com informações e foto do TRT7)


 


 

Inscrição no Canal Youtube do TST