Notícias do TST

null Ouvidoria do TST divulga resultado da Pesquisa de Satisfação


(Qui, 05 mar 2015 07:01:00 +0000)

A Pesquisa de Satisfação Social 2014, realizada em novembro do ano passado, revelou que o índice de satisfação dos usuários dos serviços do Tribunal Superior do Trabalho é de 63,04%. Em 2014, 1.545 pessoas responderam voluntariamente à enquete, promovida pela Ouvidoria do TST.

Foi a terceira vez que o TST promoveu a pesquisa, na qual  advogados, partes em processos, estudantes e a sociedade em geral podem avaliar as atividades da instituição e sugerir melhorias. O questionário abrangeu tópicos como atendimento, prestação jurisdicional, instalações físicas, comunicação e serviços online. As questões têm por base documento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Do universo de participantes, a maioria (42,5%) era de advogados, e 35,9% de partes em processos trabalhistas.

Um dos itens bem avaliados foi a transparência: 65,2% se disseram satisfeitos ou muito satisfeitos com as informações relativas a execução orçamentária e financeira, de pessoal, licitações e contratos e outros dados referentes à administração de recursos públicos, disponíveis na página Transparência do Portal do TST.

Em relação à facilidade e a qualidade das informações disponíveis na pesquisa de jurisprudência, 69,2% dos respondentes deram avaliação positiva. A informatização do processo judicial também foi avaliada positivamente: 62,6% dos participantes responderam que estão satisfeitos ou muito satisfeitos com a facilidade e a qualidade na visualização dos autos eletrônicos.

O resultado da pesquisa serve de subsídio para o aprimoramento dos serviços prestados pelo TST. Os índices são analisados pela Ouvidoria e encaminhados às áreas envolvidas, a fim de orientar seu planejamento.

Confira aqui a íntegra do relatório.

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br
Inscrição no Canal Youtube do TST

Média (0 Votos)