Notícias do TST

null Eletrobras e empregados analisam nova proposta de conciliação do vice-presidente do TST

(29/08/2016) - Representantes do Sistema Eletrobras e dos empregados irão analisar uma nova proposta de reajuste feita pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Emmanoel Pereira, em audiência de conciliação de dissídio coletivo de greve, realizada nessa segunda-feira (29).  Isso, após a categoria ter suspendido a greve devido à proposta de acordo feita pelo ministro em audiência de conciliação realizada no dia 26 de julho.

Mesmo com a aprovação da categoria, a proposta não foi aceita pela Eletobras, que não conseguiu a autorização do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest), ligado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O Dest alegou indisponibilidade financeira para conceder o reajuste.

Solução intermediária

Pela proposta do vice-presidente do TST, fica mantido o reajuste de 5%, retroativo a maio, e mais 4,28% a partir 15 de setembro, só que sem retroatividade dessa segunda parte. Com relação aos dias parados devido à greve, serão cinco dias de abono e, a partir do sexto dia, 1/3 de abono e 2/3 de compensação das horas não trabalhadas.

Os representantes dos empregados se comprometeram a levar a proposta para análise em assembleia. Caso haja aprovação da categoria, a proposta será analisada pela empresa.

Na audiência de conciliação anterior, o vice-presidente havia feito um apelo aos empregados para o encerramento da greve para que não houvesse prejuízos às Olimpíadas do Rio de Janeiro. Apelo aceito pela categoria, que suspendeu o movimento para dar continuidade às negociações com a empresa.

Processo: DCG - 15003-14.2016.5.00.0000

(Augusto Fontenele/RR-imagem: Aldo Dias)

Média (0 Votos)