Documento sem título
0,00
9.269
R$ 594.727.554,67
830
R$ 136.885.498,52
40.512
R$ 225.177.498,76
TRT's de Grande Porte – 1º Lugar: TRT 15ª Região (Campinas/SP) , 2º Lugar: TRT 3ª Região (MG) , 3º Lugar: TRT 1ª Região (RJ) --------- TRT's de Médio Porte – 1º Lugar: TRT 5ª Região (BA) , 2º Lugar: TRT 10ª Região (DF e TO) , 3º Lugar: TRT 6ª Região (PE) --------- TRT's de Pequeno Porte – 1º Lugar: TRT 24ª Região (MS) , 2º Lugar: TRT 21 Região (RN) , 3º Lugar: TRT 19ª Região (AL)      
 
Voltar

Leilão de dezembro do TRT da 10ª Região (DF/TO) arrecadou mais de R$ 554 mil com a venda de imóveis e veículos

(18/12/2019)

Com a venda de dois imóveis e cinco veículos, o último leilão unificado de 2019 do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO), realizado no último dia 12 no Foro Trabalhista de Brasília, obteve uma arrecadação de R$ 554 mil. O montante representa cerca de 75% do valor total das avaliações dos bens arrematados. O dinheiro arrecadado vai para uma conta judicial e depois será repassado para trabalhadores que aguardam o recebimento de verbas trabalhistas reconhecidas pela Justiça do Trabalho.

Foram arrematados um imóvel comercial na Quadra 6 do SIG/Sul, avaliado em R$ 280 mil e vendido por R$ 282 mil, um apartamento no Setor Bueno, em Goiânia, avaliado em R$ 322 mil e vendido por R$ 206,2 mil, um automóvel Nissan Livina 2009/2010, que estava avaliado em R$ 10,2 mil e foi vendido por R$ 11 mil, um Ford Ecosport XLT 1.6 2007, avaliado em R$ 16 mil e vendido por R$ 8 mil, um Fiat Fiorino 2012/2013, avaliado em R$ 17 mil e vendido por R$ 10,7 mil, um Volkswagen Voyage 2011, avaliado em R$ 19 mil e vendido por R$ 12,4 mil, e uma prancha semi-reboque, avaliada em R$ 80 mil e vendida por R$ 24 mil.

Venda direta

Permanecem disponíveis para alienação por iniciativa particular até o dia 11 de janeiro de 2020 um apartamento de dois quartos na QNN 11 de Ceilândia, avaliado em R$ 259.944,00 e com lance mínimo de R$ R$ 155.966,40, uma casa na QNN 39, também em Ceilândia, avaliada em R$ 350 mil e com lance mínimo de R$ 175 mil, e um automóvel Volkswagen Fox 2009/2010, avaliado em R$ 17 mil e com lance mínimo de R$ 8,5 mil.

A possibilidade de alienação por iniciativa particular está prevista no edital de leilão e já é utilizada por diversas varas do trabalho. O normativo prevê que, frustradas as tentativas de venda do bem nos leilões, todos os leiloeiros e corretores credenciados no TRT ficam autorizados a vender o bem, com prazo de 30 dias para recebimento de propostas, a contar do término do segundo leilão, com as mesmas condições de pagamento, garantias e comissão de corretagem estipulados para os leilões.

As propostas de alienação por iniciativa particular deverão ser juntadas nos autos do processo juntamente com o nome e qualificação do interessado e do leiloeiro ou corretor intermediador, se for o caso, assim como o valor da oferta e a condição de pagamento. Decorrido o prazo para apresentação de propostas, o juiz homologará a de maior valor.

Anúncio

No caso da venda direta, o edital autoriza os leiloeiros e corretores credenciados a anunciarem os bens no seu sítio eletrônico e/ou em sites de venda de produtos online, deixando expresso tratar-se de alienação judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO), com registro do número do processo judicial.

Confira o caderno de resultados do leilão de dezembro de 2019, em que é possível acessar os editais dos lotes disponíveis para venda direta.

Fonte: TRT da 10ª Região (DF/TO)