Banner rotativo 33

Executômetro - 2020

0,00
7.514
R$ 340.078.690,61
518
R$ 112.522.677,89
0
R$ 0,00
TRT's de Grande Porte – 1º Lugar: TRT 2ª Região (SP) , 2º Lugar: TRT 15ª Região (Campinas/SP) , 3º Lugar: TRT 1ª Região (RJ) --------- TRT's de Médio Porte – 1º Lugar: TRT 5ª Região (BA) , 2º Lugar: TRT 9ª Região (PR) , 3º Lugar: TRT 10ª Região (DF/TO) --------- TRT's de Pequeno Porte – 1º Lugar: TRT 24ª Região (MS) , 2º Lugar: TRT 21ª Região (RN) , 3º Lugar: TRT 17ª Região (ES)      

Espaço

 

Vídeo

Banner fixo lateral

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Projeto Garimpo identifica R$ 8.754.635,16 em contas judiciais de processos arquivados da 22ª Região (PI)

Ao todo, foram verificados 6.599 contas e 6.167 processos.

23/02/2021 - A Corregedoria do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (PI), por meio do Projeto Garimpo, identificou nas contas judiciais de empresas e de trabalhadores R$ 8.754.635,16 que foram ‘esquecidos’. Após ter o montante destinado aos seus respectivos beneficiários (reclamantes, reclamados, peritos, advogados), a Corregedoria apurou R$ 122.637,90 que foram convertidos em renda para a União. O valor será destinado para o combate à Covid-19 no País, conforme disposto na Recomendação N° 09/GCJT, de 24 de julho de 2020. 

Ao todo, foram verificados 6.599 contas e 6.167 processos no TRT, pelo Sistema Garimpo, ferramenta desenvolvida pelo TRT do Rio Grande do Norte e disponibilizada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) a todos os regionais. O Sistema faz a filtragem de depósitos judiciais relacionados a processos arquivados anteriores a fevereiro de 2019, permitindo o cruzamento de dados de processos arquivados com informações do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. 

“Para viabilizar a utilização do Sistema Garimpo, o TRT criou, através de um ato normativo, um Grupo de Apoio às Varas do Trabalho (GAVT). O grupo é composto por um juiz, um diretor e um servidor, além da Corregedoria, que tem a missão de operacionalizar os processos associados a contas judiciais ativas relacionados a processos arquivados”, explicou Marcela Coelho, Secretária da Corregedoria do TRT 22.

Projeto Garimpo

O Projeto Garimpo foi regulamentado pelo Ato Conjunto CSJT. GP. CGJT n° 01, de 14 de fevereiro de 2019, e dispõe sobre o tratamento dos depósitos judiciais de processos arquivados. Pela norma, se os valores encontrados não forem resgatados em até dez anos, os mesmos serão destinados à União.

Fonte: TRT da 22ª Região (PI)