Banner rotativo 33

Executômetro - 2019

Documento sem título
0,00
9.269
R$ 594.727.554,67
830
R$ 136.885.498,52
40.512
R$ 225.177.498,76
TRT's de Grande Porte – 1º Lugar: TRT 15ª Região (Campinas/SP) , 2º Lugar: TRT 3ª Região (MG) , 3º Lugar: TRT 1ª Região (RJ) --------- TRT's de Médio Porte – 1º Lugar: TRT 5ª Região (BA) , 2º Lugar: TRT 10ª Região (DF e TO) , 3º Lugar: TRT 6ª Região (PE) --------- TRT's de Pequeno Porte – 1º Lugar: TRT 24ª Região (MS) , 2º Lugar: TRT 21 Região (RN) , 3º Lugar: TRT 19ª Região (AL)      

Espaço

 

Vídeo

Banner fixo lateral

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Segundo Leilão Virtual do TRT da 21ª Região (RN) arrecada R$ 677 mil para pagamento de dívidas trabalhistas

Com a arrematação de 14 lotes de bens penhorados pelas Varas do Trabalho de Natal, Mossoró, Caicó e Currais Novos, o segundo Leilão Virtual do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (RN) arrecadou, na última sexta-feira (24), R$ 677.800,00, que serão utilizados para pagamento de dívidas previdenciárias e trabalhistas.

Entre os bens arrematados estão imóveis em Natal e Parnamirim, automóveis e equipamentos. Vinte lotes não tiveram ofertas e outros seis foram excluídos do leilão, em virtude do pagamento da dívida por parte dos reclamados. O leilão foi realizado pela Lance Certo Leilões.

“Agora nós vamos devolver os processos às Varas de origem para novas providências. Os que tiveram bens arrematados já seguem para pagamento das partes. Os demais serão encaminhados para outras fases de cobrança das dívidas”, explica o juiz Cacio Oliveira Manoel, que coordena a Divisão de Inteligência (Dint) do TRT, responsável pelo leilão.

No primeiro Leilão Virtual, realizado em maio deste ano, o TRT arrecadou R$ 754 mil com a arrematação de 13 dos 38 lotes anunciados. Nesta segunda edição, também só foram ofertados lances por meio da internet, em razão da pandemia do novo coronavírus.

O leilão na modalidade virtual agradou os arrematantes. Segundo Adrimari de Araújo, que finalizou um dos lotes na segunda edição, a organização do leilão que existia em ambiente físico foi transferia para a internet. "A eficiência dos servidores é exemplar e dá total segurança aos participantes", declarou ele sobre a nova dinâmica estabelecida na rede mundial de computadores.

Fonte: TRT da 21ª Região (RN)