A eliminação do trabalho infantil perigoso deve ser um alvo constantemente perseguido por governos, organizações privadas, entidades da sociedade civil e cidadãos em todo mundo.

O trabalho infantil perigoso recebeu destaque na Convenção nº 182 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que dispõe sobre as piores formas de trabalho infantil.

Podem ser citados como trabalho infantil perigoso os seguintes:

- Trabalhos que expõem a criança a abuso físico, psicológico ou sexual;

- Trabalho subterrâneo, debaixo d'água, em alturas perigosas ou em espaços confinados;

- Trabalho com máquinas, equipamentos e instrumentos perigosos ou que envolvam manejo ou transporte manual de cargas pesadas;

- Trabalho em ambiente insalubre que possa, por exemplo, expor a criança a substâncias, agentes ou processamentos perigosos, ou a temperaturas ou a níveis de barulho ou vibrações prejudiciais a sua saúde;

-  Trabalho em condições particularmente difíceis, como trabalho por longas horas ou noturno, ou trabalho em que a criança é injustificadamente confinada ao estabelecimento do empregador.

Denuncie

Para denunciar situações de trabalho infantil perigoso DISQUE 100 ou ligue para o TST/CSJT, no número 0800 644 3444.