O Trabalho Infantil no Brasil representa um grande problema social. Milhares de crianças deixam de ir à escola e de ter seus direitos preservados para trabalhar no campo, nas fábricas, nas ruas, ou em lares privados, pois precisam trabalhar desde a mais tenra idade para a sobrevivência própria ou para contribuir com as despesas da família.

Ainda mais grave pelos riscos à saúde e segurança das crianças é o trabalho nas piores formas, tais como: Trabalho Infantil Doméstico, na coleta, na seleção e beneficiamento de lixo, em cemitérios, em carvoarias, em atividades ilícitas, em esgotos.

O Brasil firmou o compromisso de eliminar o Trabalho Infantil, em suas piores formas,  na III Conferência Global sobre Trabalho Infantil, até 2016. O  Decreto 6.481 de 2008 descreve a lista das piores formas de Trabalho Infantil.

 

Trabalho Infantil
Doméstico
Trabalho Infantil
no Campo
Trabalho Infantil
nas Ruas
Trabalho Infantil
e Exploração Sexual
Trabalho Infantil
Perigoso