Notícias do TST

Assista ao vivo ato pelo Trabalho Seguro na Arena Castelão



(Sex, 17 Ago 2012, 10:53:00)

O Presidente do Tribunal Superior Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, João Oreste Dalazen, iniciou neste instante, no estádio do Castelão, em Fortaleza (CE), o discurso de abertura do oitavo ato pelo Trabalho Seguro.

Estão presentes à cerimônia, o governador do Ceará, Cid Gomes, a presidenta do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT-CE), desembargadora Maria Roseli Mendes Alencar, o secretário especial da Copa 2014 no estado do Ceará, Ferrúcio Feitosa, Rodolpho Tourinho Neto, do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada – SINICON/CE, Raimundo Nonato Gomes, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias na Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de terraplanagem em geral no Estado do Ceará – SINTEPAV/CE, o ex-jogador da seleção brasileira de futebol em 1986 e 1990, Careca e o cantor Fagner, que interpretou o hino nacional brasileiro na abertura do evento. 

O ato, que pretende conscientizar operários que trabalham nos canteiros de obras dos estádios que abrigarão jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014 sobre a necessidade de adotar procedimentos de segurança nos locais de trabalho, já passou por Salvador, Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Natal, Cuiabá e Rio de Janeiro.  O evento faz parte da segunda etapa do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, criado em 2011. O evento está sendo transmitido ao vivo pela internet, basta acessar o site do TRT-CE: www.trt7.jus.br.

O ato no Castelão tem caráter pedagógico e preventivo. Os operários 1,5 trabalhadores presentes assistirão a palestra e vídeo, receber um kit com cartilha, boné e camiseta, e participar do sorteio de 10 camisas oficiais da seleção brasileira de futebol, cedidas pela CBF. 

O evento conta com a parceria do Consórcio Arena Castelão, Gestores do Programa Trabalho Seguro no estado do Ceará e Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 7ª Região – AMATRA VII.

DADOS

A construção civil é a recordista no número absoluto de casos de mortes decorrentes de acidentes do trabalho, e fica em segundo lugar no ranking geral de acidentes. A cada 100 vítimas, pelo menos seis são pedreiros, serventes e outros trabalhadores de canteiros de obras. Os profissionais que mais se acidentam são os operadores de robôs e condutores de equipamento de cargas, que representam 10% do total.

Para o presidente do TST e do CSJT, ministro João Oreste Dalazen, o número é alarmante. "É como se a cada ano o Brasil vivesse um 11 de setembro", ressalta o ministro ao comparar o número de trabalhadores mortos ao ato terrorista ocorrido na cidade de Nova York, em 2001.

"Queremos que cada um desses operários do Castelão seja porta voz da importância de zelarmos pela segurança e saúde do trabalhador", explica a presidente do TRT do Ceará, desembargadora Roseli Alencar. Ela afirma que um dos principais objetivos do ato público é vencer a desinformação, a negligência e a falta de prevenção, principais aliadas dos acidentes de trabalho.

Os acidentes de trabalho custam ao país cerca de R$ 71 bilhões por ano, de acordo com estudo feito pelo economista José Pastore, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. O valor representa cerca de 9% da folha salarial anual dos trabalhadores do setor formal no Brasil, que é de R$ 800 bilhões.

No Brasil, o número de acidentes de trabalho caiu de 755.980 casos em 2008 para 733.365 em 2009, até chegar ao patamar atual, de 701.496 acidentes. Já as mortes aumentaram: de 2.817 registradas em 2008, o número caiu em 2009 para 2.560, mas voltou a subir em 2010, com 2.712 óbitos registrados decorrentes de acidentes de trabalho.

Mas o cenário pode ser maior, pois os acidentes registrados pelo Ministério do Trabalho e Emprego são referentes apenas àqueles em que as empresas registraram as CATs (Comunicação de Acidente do Trabalho), o que deixa de fora da estatística os servidores públicos, militares, policiais e trabalhadores do setor informal da economia.

(Alexandre Machado e Rafaela Alvim com informações do TRT 7ª Região/CE)

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
imprensa@tst.jus.br

Inscrição no Canal Youtube do TST

Média (0 Votos)


Conteúdo de Responsabilidade da SECOM  Secretaria de Comunicação Social

Email: secom@tst.jus.br

Telefone: (61) 3043-4907