O TST Estratégico é coordenado pela ASGE – Assessoria de Gestão Estratégica. Seus objetivos são a elaboração, o acompanhamento e o controle do Plano Estratégico do Tribunal.

  • Histórico

O Planejamento Estratégico do Poder Judiciário foi instituído pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ, por meio da Resolução N. 70, de 18/3/2009.  Nesse sentido, o Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho aprovou o primeiro Plano Estratégico para o período 2010-2014, que derivou da soma dos esforços dos servidores das diversas unidades, bem como da análise da Comissão Permanente de Planejamento Estratégico – CPPE e apreciação pelos Ministros.

Em 16/6/2014, o CNJ definiu nova estratégia para o judiciário nacional, no sexênio 2015 a 2020, com a edição da Resolução N. 198. O referido documento traz novas diretrizes, bem assim destaca os Macrodesafios estabelecidos para o Poder Judiciário.

Em conformidade com as disposições normativas, o TST apresentou seu Plano Estratégico para o período de 2015 a 2020, aprovado mediante Resolução Administrativa N. 1693, de 6/10/2014.

Tão importante quanto o processo do Planejamento Estratégico é a Gestão da Estratégia, que se apresenta por meio da avaliação sistemática da organização por meio de reuniões periódicas com foco nas iniciativas (ações e projetos) e tomada de decisão.

O ATO 786/TST.GP, de 3/12/2012, regulamentou a Gestão Estratégica no Tribunal Superior do Trabalho, ao tempo em que instituiu o Sigest – Sistema de Gestão Estratégica.

O referido normativo estabelece as diretrizes para a Gestão Estratégica no TST, as quais incluem o processo de Planejamento Estratégico, as atribuições da Comissão Permanente de Planejamento Estratégico – CPPE, e por fim, dispõe sobre o fluxo de reuniões visando ao aperfeiçoamento dos processos de trabalho que envolvem a execução e o monitoramento da Estratégia.


 

Conteúdo de Responsabilidade da ASGE - Assessoria de Gestão Estratégica

Email: asge@tst.jus.br
Telefone: (61) 3043-3600